SindGESTOR - Sindicato dos Gestores Governamentais de Goiás

Ir para página inicial

Comunicação

Notícias

Presidente Eduardo Aires participa de reunião do Fórum em Defesa dos Servidores com o novo presidente do Ipasgo

Presidente do Sindicato dos Gestores Governamentais de Goiás (SindGESTOR), Eduardo Aires participou, na manhã desta quarta-feira, 7 de reunião das entidades sindicais que compõem o Fórum em Defesa dos Servidores e Serviços Públicos com o novo presidente do Instituto de Assistência dos Servidores de Goiás (Ipasgo), Hélio José Lopes. A pauta foram as demandas dos servidores e demais beneficiários.

Dentre as principais apresentadas estão a reestruturação do Conselho Deliberativo (CDI); a entrega para utilização do Hospital do Servidor; a interiorização do Ipasgo; a melhora no atendimento oferecido aos usuários; e a solicitação para o parcelamento de dívidas dos agregados ou dependentes.

Eduardo Aires aproveitou a oportunidade e agradeceu formal e publicamente ao presidente Hélio José Lopes pelo “tratamento humano e respeitoso” no episódio envolvendo os gestores jurídicos, e manifestou sua preocupação com os movimentos atuais visando a alteração da natureza jurídica do Ipasgo.

“Essa alteração precisa ser muito bem estudada e é vontade dos servidores, mas queremos participar da discussão e do desenho do modelo. Simplesmente deixar de ser uma autarquia e ter que se submeter às regras da Agência Nacional de Saúde (ANS) seria uma catástrofe para o plano”, ressaltou Eduardo Aires.

O presidente do SindGESTOR observou que, apesar de ser um dinheiro privado, sua natureza autárquica permite que o faturamento do Ipasgo seja reiteradamente utilizado para inflar os números da conta centralizadora do Estado e fazer parecer que a situação fiscal está melhor que a realidade. 

“A natureza autárquica permite também que o governador faça indicações e utilize sua estrutura para fins políticos. Essas são as razões pelas quais a mudança de natureza jurídica do plano é desejável”, disse ele, ao ressaltar que o Ipasgo é um patrimônio do servidor e é preciso pesar bem nos ganhos e perdas de cada passo. 

“Afinal, o Ipasgo tem mais de 600 mil usuários”, ponderou Eduardo Aires.

 

 

 

Data : 08/10/2020